segunda-feira, 17 de dezembro de 2007

Poupança em Ações: O que comprar?

A questão mais difícil para qualquer investidor, independente do seu perfil, é sempre o que comprar? O motivo é que essa pergunta engloba muitas outras, como a possibilidade de retorno, a garantia do investimento, a facilidade de entrar ou sair do investimento (liquidez), apenas para citar algumas.

Porém a poupança em ações torna essa escolha mais simples, ficando o retorno menos dependente da precisão da escolha feita. Para isso os seguintes passos devem ser percorridos:

O primeiro passo para tornar isso possível é a diversificação, na poupança em ações o investimento deverá ser feito em 10 diferentes ações, de 10 diferentes empresas, um número que permite ao investidor diminuir os riscos de cada ação considerada individualmente, sem cair na armadilha de diversificar demais e obter um resultado final que sempre tenda a zero.

O segundo passo é a análise da história dos ativos, a escolha deles se dará sempre levando em conta um período considerável de tempo, pelo menos 5 anos, esse tempo de análise levará sempre em conta apenas o tempo que a empresa têm seu capital aberto em bolsa, e constando dos principais índices. Tempo suficiente para analisar o negócio desenvolvido pela empresa, seu retorno e sua segurança.

Gráfico histórico de cotações da VALE5

O terceiro passo é a liquidez dos ativos, a liquidez permite ao investidor a segurança de entrar e sair do negócio sempre que desejar, limitando assim a possibilidade de perdas. A liquidez dos ativos pode ser analisada pelo volume de negociação na Bovespa, principalmente através de dois de seus índices o Ibovespa e o IBrX50.

Considerando os três passos descritos podemos apontar a seguinte seleção de ativos, pautados pelos dois índices:

PETR4 - PETROBRÁS PN
VALE5 - VALE DO RIO DOCE PNA
BBDC4 - BRADESCO PN
ITAU4 - ITAUBANCO PN
GGBR4 - GERDAU PN
USIM5 - USIMINAS PNA

Os 6 (seis) ativos acima se destacam-se em todos os critérios para formar a seleção de compras da poupança em ações, listarei mais 6 (seis) ativos dos quais 4 (quatro) devem ser escolhidos para integrar a carteira, porém esses ativos têm falhas menores nos critérios estabelecidos, cabe ao investidor escolher aqueles que melhor conheça (a empresa ou atividade). Essa dica serve para qualquer investimento, conhecer o objeto do investimento e acompanhá-lo de perto aumentam as chances de sucesso.

AMBV4 - AMBEV PN
CMIG4 - CEMIG PN
CYRE3 - CYRELA REALTY ON
ALLL11 - ALL AMERICA LATINA UNITS
WEGE3 - WEG ON
ARCZ6 - ARACRUZ PNB

Alguns cortes foram feitos entre as ações com maior liquidez, pois pertenciam a mesma empresa. Ex. VALE5 e VALE3 ou PETR4 e PETR3. Mantê-las diminuiria a diversificação e aumentaria o risco, a escolha sempre deve privilegiar a liquidez.

Ações integrantes do Ibovespa (setembro a dezembro de 2007)
Ordenadas por percentual de participação

Outras foram retiradas da lista pois pertencem ao mesmo setor. Ex. USIM5 e CSNA3 ou BBDC4 e BBAS3. Para manter a diversificação, apenas duas empresas por setor foram incluídas, na poupança em ações. Como antes a escolha entre os ativos deve privilegiar aquele com maior liquidez.

Empresas com histórico recente de reestruturação acionária conflitante, problemas com minoritários, ou ausência de dividendos (ou outros proventos), também foram excluídas da lista.

Estabelecido o que comprar, precisamos saber como manter essa lista atualizada e com os mesmos princípios, sem deixar-se influenciar por fatores sazonais. Para isso aconselho que seja feita uma revisão na lista anualmente, porém um ativo só deverá ser substituído caso apresente graves problemas por períodos superiores a 6 meses, mesmo assim as ações já compradas do ativo só deverão ser vendidas se a situação permanecer por 2 a 3 anos.

A carteira de ativos da poupança em ações é bastante estável, exatamente pela sua visão de longo prazo, onde quedas por alguns meses são sempre ótimas oportunidades de compra.

A partir de janeiro farei o acompanhamento mensal da poupança em ações, com as compras do mês, e a rentabilidade acumulada na carteira hipotética.

Os demais pontos da estratégia continuam a ser analisados nas postagens futuras.


Veja também:

Um comentário:

Gandalf Wizard disse...

Olá Palpites ações,

Fico contente e agradecido com a republicação do artigo em seu blog, gostaria de pedir apenas para que você possa colocar o link para o Lendo meu pensamentos
(http://www.lerpensamentos.com/), assim quem se interessar pode acompanhar os outros artigos sobre Poupança em Ações.

[]'s Gandalf